Notícias
  • Celina Turchi

    Profa Celina Turchi é citada pela revista científica 'Nature' entre os dez cientistas mais importantes do mundo

    A especialista em doenças infecciosas Celina Turchi é citada pela revista científica “Nature” por seu trabalho para descobrir a relação entre a microcefalia e o vírus da zika.

    Doutora Celina, que é de Pernambuco – estado mais afetado pela doença – formou uma força-tarefa com cientistas do mundo todo para comprovar as consequências da zika em gestantes.

    Agora, segundo a revista, a pesquisa segue para identificar as causas dessa doença.

     Celina Turchi

    Link da matéria: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2016/12/brasileira-esta-na-lista-dos-dez-cientistas-mais-importantes-do-mundo.html

  • Quimica nova na escola

    Quimica Nova na Escola: Nas salas de aula, uma nova versão da tabela periódica

    O ano de 2016 se inicia com uma notícia alvissareira para a comunidade de químicos: a International Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC) anunciou a inserção de quatro novos elementos à tabela periódica. Esta se encontra agora completa até o sétimo período com a presença dos elementos 113, 115, 117 e 118, que ainda não possuem nome oficial e foram provisoriamente denominados, respectivamente, de unúntrio, unumpêntio, ununséptio e ununóctio. 

  • bateria diamante

    Bateria nuclear usa diamante sintético e pode gerar eletricidade eterna

    Uma nova tecnologia desenvolvida na Universidade de Bristol, na Inglaterra, foi capaz de gerar energia a partir de um diamante artificial imóvel posicionado no campo radioativo de resíduos nucleares. A invenção, criada por uma equipe de físicos e químicos da universidade britânica, pode revolucionar o campo de geração de eletricidade limpa, além de encontrar uma solução prática para os problemas com lixo nuclear.

  • Carreira-1_Quimicos-industriais.jpg

    A importância estratégica dos químicos industriais e ambientais

    Química e Derivados publicou na sua edição 409 algumas de nossas propostas para criar vários cursos de Engenharia Química e atender possíveis demandas das indústrias químicas (Zakon, Amorim, Sá, Rocha Neto, Porto, Lima Jr., e Pinheiro, 2002). Em 2004, a Escola de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro implantou os cursos de Engenharia de Alimentos e Engenharia de Bioprocessos. Desde então, p.ex., outros cursos de Engenharia de Bioprocessos foram criados no Brasil: Universidade Federal do Tocantins (2007), Universidade Federal de São João Del Rey (2008), FUCAPI- Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (2011) Universidade Positivo (2012), Universidade de Sorocaba (2013), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2014), Universidade Federal do Pará (2016).

  • Ver todas